top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Clima - janeiro com clima típico de verão na Benedetta


As chuvas e o calor de janeiro de 2023 foram dentro do padrão esperado para o verão de Urussanga e região.

Esta foi a afirmação do engenheiro agrônomo Márcio Sônego, que é o reponsável pela Estação Meteprológica na Epagri de Urussanga.

Segundo ele, “na estação da Epagri choveu 219,8mm o que representa 219,8 litros de água por metro quadrado de terreno, dando uma média diária de 7,1 L/m2.

Este valor foi suficiente para manter as lavouras e pastagens da região, além de manter o nível dos rios e açudes dentro do normal.

Junto com as chuvas regulares veio o calor também, promovendo assim condições ideais para o crescimento das diversas plantações, pastagens e matas da região. A temperatura média mensal foi 24,0°C, com as mínimas das noites em média de 19,4°C e tardes com máximas em média de 30,6°C. Houve um período de quatro noites consideradas frias para a época do ano, entre os dias 5 e 8, com a menor temperatura marcando 14,7° na madrugada do dia 5.

As tardes quentes acima de 30°C ocorreram em 15 dias, com a maior temperatura do mês em 36,1°C no dia 12. Houve uma sequência de oito tardes quentes com temperatura acima de 30°C entre os dias 21 e 28 de janeiro, o período mais desconfortável deste verão por enquanto” explicou Márcio.


Na região


Ainda segundo informações repassadas ao Panorama pelo engenheiro Márcio, “na região das praias predominou o bom tempo, mar limpo e sem ter havido ressaca forte ainda neste mês.

Dois eventos extremos chamaram a atenção no mês de janeiro: o tornado do dia 13 na localidade de Morro Grande, município de Sangão, causando destruição em edificações; e a inevitável enchente do dia 29 no município de Turvo, quando choveu 218,4mm em apenas 6 horas, uma marca difícil de acontecer.

Para fevereiro de 2023 as previsões indicam condições muito dentro do padrão de verão, com condições favoráveis para o campo, cidade e praias. As chuvas serão regulares e em quantidade suficiente para satisfazer a necessidade das plantações, e o calor será dentro da normalidade, com uma onda de calor de curta duração. É claro que se deve estar atento aos típicos temporais de verão, os quais costumam acontecer nas tardes quentes, entre as 14 e as 20 horas” concluiu o engenheiro agrônomo.

Comments


bottom of page