top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Canoinhas terá nova eleição para prefeito e vice no dia 30 de outubro


Igreja Matriz Cristo Rei Canoinhas/ Foto divulgação


As eleitoras e os eleitores de Canoinhas, município localizado na região Norte do estado, votarão para três cargos no próximo dia 30 de outubro. Além de escolherem governador e presidente da República, eles deverão eleger o novo prefeito ou prefeita da cidade. A votação ocorrerá das 8h às 17h, por meio da urna eletrônica.

Estará apto a votar o mesmo eleitorado habilitado para as Eleições Gerais de 2022, ou seja, 42.924 pessoas. No último domingo do mês, haverá 140 seções eleitorais distribuídas por 37 locais de votação.

As convenções partidárias destinadas a deliberar sobre coligações e escolha de candidatas e candidatos foram realizadas de 10 a 15 de agosto deste ano. Quatro chapas tiveram o registro de candidatura deferido pela Justiça Eleitoral para concorrem na eleição suplementar municipal.


São elas: Andrey Watzko (prefeito) e João Grein (vice) pela federação Brasil da Esperança - Fé Brasil; Juliana Maciel (prefeita) e Marcos Homer (vice) pela coligação Compromisso e Respeito por Canoinhas; Willian Godoy (prefeito) e Coronel Mário (vice) pela coligação Canoinhas: responsabilidade e trabalho; e Wilson Pereira (prefeito) e Ivan Krauss (vice) pela coligação Reconstrução e Confiança. As candidaturas e contas de campanha podem ser acessadas no DivulgaCandContas.

Na urna, a ordem de votação obedecerá a seguinte sequência: governador, presidente e prefeito ou prefeita.


Motivos


Em julho deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina havia determinado a data de 30 de outubro para a realização do novo pleito municipal de forma simultânea às Eleições Gerais. Para tanto, o TRE-SC elaborou e publicou as normativas da eleição suplementar: Resolução n. 8.047/2022 (instruções e calendário) e Resolução n. 8.048/2022 (arrecadação e aplicação de recursos na campanha eleitoral e prestação de contas).

As decisões judicial e administrativa foram proferidas depois que os juízes da Corte Eleitoral tomaram ciência, em 27 de junho, da necessidade de novas eleições em Canoinhas em razão da renúncia de Gilberto dos Passos (PSD) ao cargo de prefeito e da perda de mandato do vice-prefeito, Renato Jardel Gurtinski (PL), por não ter assumido a prefeitura e por ter se ausentado da cidade por mais de 15 dias sem a licença da Câmara de Vereadores, como determina a Lei Orgânica Municipal. Razões que ocasionaram a vacância dos cargos de prefeito e vice, pelos eleitos em 2020.

Pela Justiça Comum, ambos tiveram a prisão preventiva decretada em virtude da 7ª Fase da Operação Et Pater Filium, ocorrida em 29 de março deste ano.


Além de Canoinhas, outros sete municípios brasileiros também escolherão os novos governantes municipais no próximo dia 30: Cachoeirinha (RS), Cerro Grande (

Comentarios


bottom of page