top of page

Amici do relógio na centenária torre de Urussanga

Atualizado: 10 de fev.


José Carlos Sacchet, Fernando Copetti, Gilson Fontanella e Adelchi Cechinel


Avariado após o forte vendaval ocorrido no final do mês de janeiro, o ponteiro do relógio da torre da igreja matriz Nossa Senhora da Conceição de Urussanga necessita de uma manutenção para que seja refeita a ponta de um dos ponteiros.

Para recuperar este patrimônio histórico que foi adquirido ainda ao tempo do segundo pároco da cidade - Padre Luigi Gilli, o grupo Amici Della Polenta foi acionado e uma Comissão foi montada para deixar em pleno funcionamento a relíquia que de 30 em 30 minutos anuncia as horas com o badalar dos sinos.

Para averiguar a situação, os integrantes dos Amici: José Carlos Saccheti, Fernando Copetti, Gilson Fontanella e Adelchi Cechinel estiveram visitando a torre.

Segundo informações de Gilson Fontanella, é necessário um trabalho bem coordenado em virtude da altura da torre e também das condições do próprio relógio.

“Nós já conseguimos um caminhão munck, lá da Estrametal, que é um caminhão especial. Então dois mecânicos subirão em uma gaiola para verificar como serão retirados os dois ponteiros, sendo que um deles já está quebrado. Inclusive ontem (7/02) foi encontrado um pedaço do que caiu e constatamos que está bem danificado, enferrujado e pode haver necessidade de se fazer tudo novo” explicou Gilson.

Já José Carlos Sacchet informou que a retirada dos ponteiros, programada para a tarde desta quinta-feira 9/02, será “com todo o cuidado necessário para oferecer segurança a quem trabalha e também com o maior cuidado para com o relógio que é parte da identidade da nossa gente”.


Da história

A torre que abriga o relógio foi construída na década de 1920.

Conhecedor das dificuldades econômicas dos colonizadores da cidade o padre da época, Luigi Gilli, resolveu construir a torre primeiro, pois acreditava que ela poderia até ser dispensada pelos imigrante mas a nova igreja não.

E assim, em julho de 1923 foram iniciados os trabalhos de construção. Já o relógio, cuja fábrica foi visitada pela Equipe Panorama na Itália, foi adquirido no dia 8 de março de 1927, em Turim.

bottom of page